CUIABÁ

CIDADES

OAB-MT participa do resgate de cavalo atropelado e requer providências aos órgãos responsáveis

Publicados

CIDADES

A Comissão de Defesa dos Direitos dos Animais da Ordem dos Advogados do Brasil – Seccional Mato Grosso (OAB-MT) foi acionada por um grupo de ativistas na terça-feira (12), pedindo ajuda para fazer o resgate de um cavalo que foi atropelado em Várzea Grande.

O animal estava perambulando em sofrimento, após o acidente, com um corte no peito e ferimento nas patas.

A presidente da Comissão, Glaucia do Amaral, explica que o papel da Comissão não é de resgate e sim de elaboração e sugestão de políticas públicas.

“Mas, neste caso, não pudemos evitar de colaborar com o resgate, porque órgãos estaduais e federais estavam fechados, devido ao feriado. A Polícia Militar atendeu à ocorrência, embora também não seja a responsável pelo serviço. Agimos de boa vontade para resgatá-lo, levá-lo até a uma chácara, onde recebeu os primeiros socorros e já está se reabilitando. Agora vai ser necessário buscar recursos para comprar remédios e devemos fazer uma campanha, mas primordialmente vamos procurar os órgãos responsáveis para cobrar providências. Não é possível que a gente considere natural que animais transitem no trânsito desse jeito, sem segurança para eles e as pessoas, e acabem sendo vítimas de acidentes”.

Leia Também:  Incêndio na Bolívia avança na fronteira de MT; Bombeiros monitoram

Ela ressalta que há em trâmite um processo na OAB-MT sobre cavalos perdidos no trânsito. E cita que a situação ocorre em outras cidades, como em Guiratinga onde um cavalo morreu acidentado semana passada.

Participaram da ação de resgate, além da presidente da Comissão, mais duas advogadas: Camila Borges e Mariana de Carvalho Perri.

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

CIDADES

Bazar do Bem tem aumento de doações em VG

Publicados

em

O movimento idealizado pela primeira-dama de Várzea Grande, Promotora de Justiça Kika Dorilêo Baracat tem sido abraçada pela população local que tem feito as doações de roupas e calçados que serão comercializados nos dias 1 e 2 de dezembro –  durante a realização do Bazar do Bem – cuja a renda será destinada para o Lar dos Idosos ‘São Vicente de Paula’, onde residem 64 pessoas entre homens e mulheres.

“Estou surpresa com a quantidade de peças que chegam todos os dias nos nossos postos de arrecadação, são roupas e calçados novos e também vestuário em bom estado de uso que estarão disponíveis durante nosso bazar, quem participar da ação vai poder ajudar essa causa”, destacou a primeira-dama.

Kika Dorilêo disse estar contente com a repercussão que vem tendo o Bazar do Bem e da procura de pessoas querendo ajudar nesta causa, movidas por essa corrente de solidariedade que mobilizou não só moradores de Várzea Grande, mas de toda a baixada cuiabana. “Já arrecadamos mais de 1000 peças entre roupas, calçados e acessórios. Temos a certeza de que essa ação será um sucesso, e já estamos pensando em realizar novas edições do bazar para beneficiar outras instituições sociais do município. Mas esse será mais um dos projetos que serão desenvolvidos no ano de 2022”.

Leia Também:  MT tem alerta de temporais; ventos devem passar de 100 km/h

Ela lembra que essa ação nasceu do desejo de ajudar a uma instituição social e a escolha do Lar dos Idosos foi pelo fato de o local ter sido afetado com a pandemia, uma vez que as visitas não puderam ser feitas neste período. “O lar é mantido com ajuda do poder público, da população local e de doações de empresas privadas, daí resolvemos acolher os idosos e lançamos essa corrente de solidariedade com a realização do bazar”.

As doações podem ser feitas até o dia 24 de novembro, na Secretaria de Assistência Social e na sede da Prefeitura Municipal. As pessoas que querem colaborar com essa ação, porém não tem tempo de levar a doação, a Secretaria de Assistência Social tem uma equipe preparada para fazer essa busca, basta ligar no celular (65) 9991.3501 e informar os dados.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

CUIABÁ

VÁRZEA GRANDE

MATO GROSSO

POLÍCIA

MAIS LIDAS DA SEMANA