CUIABÁ

CIDADES

Sindicato vê “perpetuação da ilegalidade” e aciona Justiça para barrar seletivo na Saúde

Publicados

CIDADES

O Sindicato dos Médicos de Mato Grosso (Sindimed-MT) ingressou com Ação Civil Pública com pedido de tutela de urgência para suspender a tentativa do Estado de realizar processo seletivo para a Secretaria de Saúde.

A ação aponta contradição na fala do governo, de que vai realizar concurso público esse ano, sendo que nem a comissão para a elaboração foi criada. Cita ainda que por ser ano eleitoral, há impedimento para realização do concurso.

“Esse processo seletivo não pode sem realizado sem qualquer respaldo na legislação vigente”, informa o advogado Bruno Álvares do Escritório Vaucher e Álvares, assessor jurídico do Sindicato.

Segundo o advogado, a  ação considera a existência de uma “perpetuação da ilegalidade” na Secretaria de Saúde. Isso porque, segundo o Sindimed, não são realizados concursos para a pasta há 20 anos e o Estado realiza contratações apenas por seletivos ou contratos terceirizados.

“O Sindimed não vai se omitir. Já são 20 anos sem realização de concurso público para suprir a demanda de profissionais para atuarem junto ao Sistema Público de Saúde. E agora lançam um edital com a oferta de vínculos precários alegando para a contratação emergencial oferecendo 2.959 vagas até para médicos auditores, que exercem função fiscalizatória e detém poder de polícia, o que só pode ser executado por servidores públicos de carreira, ou seja, cheio de erros e ilegalidades tudo para não realizar o concurso público. Não adianta o governo dizer que vai realizar sem ter ao menos criado a comissão de elaboração do edital e do cronograma. O governador se contradiz dizendo que vai realizar concurso, mas que precisa de um ano, ou seja, esse ano não vai realizar nada”, afirma Adeíldo Lucena, presidente do Sindimed-MT.

Leia Também:  Duas pessoas ficam feridas após batida de carro e moto no "Zero", em VG

O Sindicato diz que a questão tem que ser levada ao Poder Judiciário para que não se eternize a ilegalidade no Estado. “O interesse é somente o bem estar da população e recursos humanos é fundamental para o bom atendimento da saúde. Um processo seletivo nesse momento não faz sentido, mostra a falta de interesse do governo em realizar o concurso”, disse Adeildo.

 

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

CIDADES

Comendador Frederico Müller visita Casa do Zeca, entidade assistencial do Vereador Rodrigo Arruda e Sá

Publicados

em

 

O comendador Frederico Müller Coutinho, proprietário do jornal Folha do Estado, esteve nesta quarta-feira (15.06), visitando a entidade “Casa do Zeca” cujo fundador e presidente de honra é o vereador Rodrigo Arruda e Sá.

A entidade foi criada em 2018 como uma forma de homenagear o avô de Rodrigo, José Carlos de Arruda e Sá, o “Seu Zeca”, que durante muitos anos teve bicicletaria e comércio na Rua do Meio (atual Ricardo Franco).

“Meu avô ajudava muitas pessoas e em homenagem a ele eu criei a Associação Beneficente de Ajuda ao Cidadão (Abac) para dar continuidade ao seu legado”, explicou o vereador.

O comendador Frederico Müller conheceu toda a entidade (veja vídeo apresentado pela presidente Ana Lúcia) e ficou impressionado com o trabalho realizado. “A Casa do Zeca presta um serviço essencial à comunidade Cuiabana em setores onde a população mais precisa e merece nossa atenção e colaboração”, comentou Frederico Müller.

“A Casa do Zeca, tem como foco prestar assistência aos menos favorecidos, nas áreas jurídica e da saúde, entre outras ações. Para isso, contamos com o trabalho de voluntários comprometidos em fazer o bem”, explicou o vereador, lembrando que a entidade precisa de apoio da comunidade para dar continuidade a seu trabalho.

Leia Também:  TCE-MT notifica Governo do Estado para que preste esclarecimentos sobre concurso da Sesp

“Precisamos da ajuda de todos para fortalecer e ampliar as ações de amor ao próximo, realizadas pela Associação. As pessoas que trabalham com a gente são profissionais competentes e comprometidos, com o atendimento voluntário, seja na área de Saúde, na clínica médica, odontológica, de terapia e de psicologia; seja na área jurídica, prestando atendimento na área da saúde, do consumidor e da família”, disse Rodrigo Arruda e Sá.

A Casa do Zeca atende adultos e crianças em vulnerabilidade social e que necessitam de assistência. “Fazemos esse trabalho de forma voluntária, imbuídos do desejo de ajudar as pessoas e fazemos isso com muita dedicação”, disse o vereador, reforçando que a entidade precisa de doações de todo tipo, seja de roupas, alimentos, dinheiro ou mesmo de trabalho voluntário. “Seja mais um voluntário e junte-se a nós, nesse trabalho de Amor e Solidariedade!”, completou o vereador Rodrigo Arruda e Sá.

 

 

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

CUIABÁ

VÁRZEA GRANDE

MATO GROSSO

POLÍCIA

MAIS LIDAS DA SEMANA