CUIABÁ

manchete

Sobe para 183 o nº de mortos após chuvas na Europa

Publicados

manchete

Chuvas causam inundações gigantescas na cidade de Erftstadt, na Alemanha. Foto fornecida pelo governo do distrito de Colônia em 16 de julho de 2021. — Foto: Rhein-Erft-Kreis via AP

Ao menos 183 pessoas morreram e milhares estão desaparecidas devido às chuvas dos últimos dias na Europa, que estão fazendo os rios transbordarem e levarem tudo pelo caminho principalmente na Alemanha e na Bélgica, segundo as autoridades locais.

O país mais afetado é a Alemanha, onde 156 mortes foram confirmadas até o momento e cerca de 1,3 mil pessoas estão desaparecidas apenas em um distrito ao sul de Colônia, no oeste do país.

O desastre já é tratado como o na Alemanha desde 1962 (quando uma enchente no Mar do Norte deixou cerca de 340 mortos) e a maior quantidade de chuva no país em um século.

As inundações no rio Elba, que em 2002 foram anunciadas como “inundações que acontecem uma vez por século”, mataram 21 pessoas no leste da Alemanha e mais de 100 em toda a Europa.

Leia Também:  Secretaria de Estado é fechada

As chuvas deste ano têm afetado também a Bélgica, onde 27 pessoas morreram e 20 estão desaparecidas, e Holanda, França e Luxemburgo em menor intensidade.

O número de vítimas pode ainda aumentar após relatos de deslizamentos de terra e casas sendo arrastadas pelos rios ou desabando devido à força da água na sexta-feira (16).

Imagens áreas divulgadas pelas autoridades do distrito de Colônia, na Alemanha, mostram uma cratera formada por um deslizamento de terra imenso, que arrastou lama e destroços (veja acima).

Na Alemanha, as cidades e vilas mais afetadas estão no curso do rio Ahr, que nasce quase na fronteira com a Bélgica e deságua no rio Reno. O vale do rio Ahr é famoso pela produção de vinho tinto, e a cidade mais importante da região é Bad Neuenahr-Ahrweiler.

Na Bélgica, a região mais afetada é a Valônia, cuja principal cidade é Liège. Os maiores estragos estão em cidades e vilas ao longo do rio Mosa, que nasce na França, passa pelo país e adentra a Holanda, e também do rio Vesdre, perto da fronteira com a Alemanha.

Leia Também:  Após brigas no BBB 21, Viih Tube elogia Carla Díaz: ‘inspiração’

 

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

manchete

Mulher se revolta com apreensão de moto e atropela PRF em MT

Publicados

em

Um policial rodoviário federal foi atropelado na tarde desta segunda-feira (4), enquanto tentava fazer uma abordagem a uma dupla que conduzia uma motocicleta na BR-070, na cidade de Barra do Garças (517 km de Cuiabá). O agente se preparava para recolher o veículo, quando a passageira da moto se recusou a entregá-lo e o atropelou.

De acordo com a Polícia Rodoviária Federal (PRF), o fato foi registado por volta das 15h30, os agentes da corporação se dirigiram até a BR-070, onde iniciaram os procedimentos de fiscalização. Em dado momento, os policiais viram uma motocicleta, com duas pessoas a bordo, avançar com o sinal vermelho.

Imediatamente, a equipe abordou os suspeitos. A motocicleta tinha como condutor um homem e como passageira uma mulher. Ambos estavam sem documentos de identificação e o homem fazia o uso de tornozeleira eletrônica.

Ao serem informados que seriam encaminhados até a Polícia Civil, junto com a moto, recolhida por motivos relacionados a questões de trânsito e devido à falta de documentos, a passageira, que já apresentava agitação excessiva, ficou transtornada e começou a dizer que os agentes a estavam oprimindo.

Leia Também:  Estado Islâmico assume autoria dos ataques no aeroporto de Cabul

Ela também disse que não deixaria que eles levassem a motocicleta e se recusou a entregar a chave de ignição do veículo. Além disso, a mulher ameaçou a equipe da PRF dizendo que sabia onde eles trabalhavam e por onde passavam todos os dias.

Em sequência, ela se sentou na moto e arrancou com o veículo em direção a um dos policiais rodoviários, que foi atingido e ferido na perna esquerda. Conforme a PRF, o profissional está bem, apesar de ter tido ferimentos leves. Ele foi atendido no Pronto Socorro da cidade.

A mulher foi presa próximo ao bairro de Vila Maria, na saída de Barra do Garças. A suspeito não possuía habilitação. Os dois suspeitos foram presos e encaminhados à Polícia Civil.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

CUIABÁ

VÁRZEA GRANDE

MATO GROSSO

POLÍCIA

MAIS LIDAS DA SEMANA