CUIABÁ

MUNDO

Cirurgião britânico perde registro após gravar suas iniciais no fígado de pacientes

Publicados

MUNDO

Um médico-cirurgião britânico perdeu seu registro profissional após gravar suas iniciais no fígado de dois pacientes, informou na segunda-feira (10) um tribunal inglês.

Simon Bramhall já havia admitido que assinou os órgãos de dois pacientes transplantados em 2013. Na época, o caso havia sido descoberto por um colega que o denunciou.

Ele trabalhava no hospital Rainha Elizabeth de Birmingham, na Inglaterra.

Em 2017, ele foi condenado a pagar uma multa de 10 mil libras (R$ 76 mil) pela ação, mas seguiu trabalhando por mais alguns anos.

Já em 2020 ele chegou a perder a licença temporariamente, conforme reportou a emissora britânica BBC, mas a decisão desta segunda o tira de vez das salas de cirurgia.

Isso porque o caso chegou ao tribunal que revisa o trabalho de médicos (MTPS da sigla em inglês), responsável por essas decisões, e que considerou este um “ato de arrogância profissional”.

O MTPS disse ainda, em sua decisão, que ainda que a marcação não tenha provocado danos aos pacientes, que era uma “violação nojenta da dignidade e autonomia” deles.

Leia Também:  Indiano morre após aplicar supercola no pênis para substituir camisinha
COMENTE ABAIXO:
Propaganda

MUNDO

Modelo divulga traições de homens casados e sofre ameaças de morte

Publicados

em

A modelo recebeu ameaças de morte e precisou mudar de endereço

A modelo australiana Paige Woolen, de 29 anos, alertava as esposas de homens casados que usam o OnlyFans sobre as traições do marido, mas teve que se mudar após receber ameaças de morte.

Moradora de Los Angeles, Woolen fazia parte da plataforma e divulgava diversas traições dos maridos em mensagens que recebia nas redes sociais. “Tive de parar de postar minha localização em tempo real também, o que acho útil, senão as pessoas seguirão você até lá”, disse.

Ela conta que um homem já chegou a se fingir de entregador de flores para conseguir seu endereço. “Ele tinha um dos meus endereços antigos, e meu pai me mandava flores aleatoriamente o tempo todo, então, isso era muito viável para mim”, contou.

Quando começou a denunciar os infiéis, os assédios ficaram ainda piores e os homens a ameaçavam de morte. “Alguém encontrou a casa dos meus pais e entregou um rato morto lá”, afirmou.

Como forma de prevenção, ela tira print das conversas que tem quando os internautas mandam mensagens perigosas. “Percebi que muitos caras que mandam mensagens em minha conta pessoal tinham fotos com as namoradas. Me fez refletir se elas sabiam ou se importavam de eles conversarem com garotas com fotos de biquíni”.

Leia Também:  Major-general foi o último soldado americano a deixar o Afeganistão, diz departamento de Defesa dos EUA

 

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

CUIABÁ

VÁRZEA GRANDE

MATO GROSSO

POLÍCIA

MAIS LIDAS DA SEMANA