CUIABÁ

POLÍCIA

Jovem é preso após dirigir sem CNH e atropelar homem em Cuiabá

Publicados

POLÍCIA

Um rapaz de 19 anos foi detido na madrugada desta segunda-feira (15) após atropelar um homem no bairro Ribeirão do Lipa e deixar a vítima no Hospital Municipal de Cuiabá. De acordo com o boletim de ocorrência, por volta das 5h, uma guarnição da Polícia Militar fazia rondas pela região quando foi acionada por funcionários da unidade de saúde que atendiam no box de emergência.

Aos policiais, eles relataram que um homem, vítima de atropelamento, havia dado entrada na unidade e que ele havia sido deixado por um veículo de cor branca, que fugiu do local. As testemunhas também informaram que o carro estava com a frente danificada, indicando ele poderia ter atropelado a vítima.

Os policiais então fizeram buscas e avistaram o veículo saindo do hospital. O condutor foi abordado próximo ao Centro de Eventos do Pantanal. Dentro do carro, estavam dois ocupantes que foram revistados.

Os militares verificaram que o veiculo estava danificado no farol direito e no para-brisa traseiro. Após a revista, os ocupantes do veículo foram questionados sobre a situação e o condutor, de 19 anos, informou que após sair de uma festa seguia pela Avenida Marechal Rondon quando a vítima teria surgido na frente do carro e foi atropelada.

Leia Também:  Polícia Civil participa de reunião com o Conselho Comunitário de Segurança de Rosário Oeste

Ainda segundo o rapaz, ele tentou acionar Serviço de Atendimento Móvel (Samu), mas não soube informar a localização correta e a equipe médica não compareceu ao local.  Então, ele levou o homem a hospital.

Não há informações sobre seu atua estado de saúde. Durante as checagens no automóvel, nada de irregular foi constatado.

Também não havia nenhum registro de ocorrência no nome dos dois ocupantes do carro. Entretanto, o condutor não possuía Carteira Nacional de Habilitação (CNH). Diante dos fatos, ambos foram encaminhados para a Central de Flagrantes e o caso foi registrado.

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

POLÍCIA

Lotado na Sesp, PM é preso por comandar “escritório dos golpes” em Cuiabá

Publicados

em

Um soldado da Polícia Militar de Mato Groso, João Paulo Henrique Correa Duarte, 28 anos, foi preso na noite desta quinta-feira (11) acusado de integrar quadrilha que aplicava golpes do ‘OLX’. A ação aconteceu no bairro Goiabeiras, em Cuiabá.

O militar e outros sete suspeitos foram detidos em uma residência que funcionava como escritório da quadrilha. No local, foram apreendidas drogas, munições e vários materiais que configuram o crime de estelionato.

Segundo o boletim de ocorrência, a equipe do Raio do 24º CPM-MT estava em rondas quando populares informaram que haviam um forte odor de entorpecentes nas proximidades de uma residência localizada na Avenida Filinto Muller, no bairro Goiabeiras.

Os militares se deslocaram para o endereço e constataram que a denúncia procedia. No interior da residência, havia oito suspeitos.

Em revista no interior da residência, os agentes localizaram várias porções de droga e cinco munições calibre 38 intactas. No local, também foi observado pelos PMs que havia vários computadores, que estavam sendo utilizados pelos suspeitos no momento da abordagem. Ainda foram encontrados chips de aparelhos celulares, cadernos com vários chips anexados e cada um deles relacionados a um CPF, com outros dados mencionados.

Leia Também:  Homem é preso preventivamente após descumprir medidas protetivas e ameaçar ex-companheira em Poconé

Todo o material foi encaminhado à Polícia Judiciária Civil, para verificação de prováveis crimes de estelionato. Ainda na casa haviam vários aparelhos celulares novos sem nota fiscal e vários outros usados que também foram apreendidos.

Durante checagem aos suspeitos, foi verificado que um dos envolvidos é um soldado da Polícia Militar. Além do policial militar, foram presos Marcelo Feres de Oliveira, 42 anos, Victor André Arruda Castro Filho, 32 anos, Juliano Redes Barbosa, 32 anos, Christyan Belchior Fini, 30 anos, Thauan Freitas da Mata, 30 anos e Waldisney Duarte da Silva, 31 anos, todos os suspeitos possuem passagens criminais. Diante dos fatos os suspeitos foram encaminhados a Central de Flagrantes para registro da ocorrência.

O policial preso estava lotado na Secretaria de Segurança Pública (Sesp), com função comissionada desde abril deste ano. A assessoria da Sesp informou que ele foi exonerado do cargo comissionado na pasta. Agora, ele será investigado pela Corregedoria da PM, além do processo na esfera judicial.

Leia Também:  PM fecha boca de fumo e prende traficantes em Cuiabá
COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

CUIABÁ

VÁRZEA GRANDE

MATO GROSSO

POLÍCIA

MAIS LIDAS DA SEMANA