CUIABÁ

POLÍCIA

Mulher faz ‘resenha’ em casa e termina esfaqueada por convidados

Publicados

POLÍCIA

Mulher de 41 anos foi esfaqueada na porta de sua casa durante uma festa na madrugada desta quinta-feira (21). A vítima foi tentar separar uma briga entre os convidados e foi golpeada no braço e na barriga com uma faca.

Conforme a Polícia Militar, o caso foi registrado em Sinop (500 km ao norte de Cuiabá), no bairro Jardim Violetas, por volta das 3h. Os agentes foram acionados para atenderem a um chamado de pessoa esfaqueada em festa.

No local, os militares se depararam com a vítima, que relatou ter chamado amigos e familiares para a resenha. Contudo, em um dado momento, um dos grupos que foi para a festa começou a discutir na porta da casa.

Ao sair para fora e tentar conter a briga generalizada, a mulher foi esfaqueada no braço esquerdo e no lado inferior da barriga. Outra pessoa que também tentou intervir na discussão, um homem de 30 anos, foi golpeado com um pedaço de madeira na testa.

Questionadas sobre as agressões, as vítimas disseram não conseguir reconhecer quem as golpeou e contaram não saber qual teria sido o motivo da briga. Diante dos fatos, um boletim de ocorrência foi registrado e o caso será investigado pela Polícia Civil.

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Menor aponta arma para PM e morre baleado em MT
Propaganda

POLÍCIA

Golpista se passa por funcionário de banco e transfere R$ 52 mil de cliente

Publicados

em

A Polícia Civil de Mato Grosso, por meio da Delegacia de Repressão a Crimes Informáticos (DRCI), recuperou através de bloqueio bancário a quantia de R$ 47 mil subtraídos de uma vítima de estelionato praticado por meio eletrônico.

Na terça-feira (10.05), a vítima de 22 anos e moradora do município de Porto dos Gaúchos (663 km a médio norte de Cuiabá), registrou o boletim de ocorrência.

O comunicante informou que recebeu uma ligação de uma pessoa, a qual se identificou como sendo da Cooperativa Sicredi.

Na ligação o suspeito disse que haviam tentado acessar a conta bancária da vítima por um aparelho celular não cadastrado. Devido ao fato era necessário fazer uma atualização do cadastro de segurança.

A vítima acabou seguindo as orientações repassadas pelo golpista via telefone, e teve o acesso de sua conta bloqueada. Em seguida ela verificou que haviam realizados dois débitos de sua conta.

Uma das transferências foi no valor de R$ 49 mil, enviado para uma conta do mesmo banco. A segunda transferência no valor de R$ 3 mil, foi creditado em uma conta de outra instituição financeira.

Leia Também:  Conselheiro alega que foi vítima de "associação criminosa" de Taques e Janot

A vítima retornou a ligação para o número do telefone, mas não conseguiu contato. Foi quando percebeu que havia caído em um golpe de estelionato.

A DRCI foi acionada para dar apoio nas diligências, e conseguiu recuperar quase o valor total subtraído da vítima através de bloqueio bancário.

As investigações continuam visando identificar e prender o autor do crime.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

CUIABÁ

VÁRZEA GRANDE

MATO GROSSO

POLÍCIA

MAIS LIDAS DA SEMANA