CUIABÁ

POLÍCIA

PRF localiza semirreboque com adulteração em MT

Publicados

POLÍCIA

Na última sexta-feira (15), por volta das 13 horas, uma equipe da PRF fiscalizava na BR 163, município de Sorriso, quando deu ordem de parada a um caminhão Scania tracionando um semirreboque. O veículo era ocupado por duas pessoas, um homem de 47 anos e uma mulher de 42.

Ao realizar a identificação veicular, percebeu-se que todos os eixos existentes no semirreboque eram do ano de 2011, e quando foi verificado o chassi do veículo, constatou-se que o mesmo era de 2015. Diante da divergência, a equipe realizou consultas nos sistemas da PRF e descobriu que os eixos em questão pertenciam a outro semirreboque, também do ano de 2011.

Perguntado ao casal sobre a situação irregular, ambos informaram que adquiriram o referido veículo de forma lícita, apresentando todos os comprovantes da negociação, bem como de pagamento. Informaram ainda que comparam o semirreboque com um senhor que já haviam feito um negócio anteriormente, e que era, aparentemente, de confiança.

Diante dos fatos, foi constatada a ocorrência de adulteração de sinal identificador de veículo automotor, sendo enquadrado como autor do referido fato o dono da empresa proprietária do veículo, antes da transferência.

Leia Também:  Motorista é arremessado após acidente com carro em MT; vídeo
COMENTE ABAIXO:
Propaganda

POLÍCIA

Golpista se passa por funcionário de banco e transfere R$ 52 mil de cliente

Publicados

em

A Polícia Civil de Mato Grosso, por meio da Delegacia de Repressão a Crimes Informáticos (DRCI), recuperou através de bloqueio bancário a quantia de R$ 47 mil subtraídos de uma vítima de estelionato praticado por meio eletrônico.

Na terça-feira (10.05), a vítima de 22 anos e moradora do município de Porto dos Gaúchos (663 km a médio norte de Cuiabá), registrou o boletim de ocorrência.

O comunicante informou que recebeu uma ligação de uma pessoa, a qual se identificou como sendo da Cooperativa Sicredi.

Na ligação o suspeito disse que haviam tentado acessar a conta bancária da vítima por um aparelho celular não cadastrado. Devido ao fato era necessário fazer uma atualização do cadastro de segurança.

A vítima acabou seguindo as orientações repassadas pelo golpista via telefone, e teve o acesso de sua conta bloqueada. Em seguida ela verificou que haviam realizados dois débitos de sua conta.

Uma das transferências foi no valor de R$ 49 mil, enviado para uma conta do mesmo banco. A segunda transferência no valor de R$ 3 mil, foi creditado em uma conta de outra instituição financeira.

Leia Também:  Dois morrem em batida de picape e carreta na rodovia dos Imigrantes

A vítima retornou a ligação para o número do telefone, mas não conseguiu contato. Foi quando percebeu que havia caído em um golpe de estelionato.

A DRCI foi acionada para dar apoio nas diligências, e conseguiu recuperar quase o valor total subtraído da vítima através de bloqueio bancário.

As investigações continuam visando identificar e prender o autor do crime.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

CUIABÁ

VÁRZEA GRANDE

MATO GROSSO

POLÍCIA

MAIS LIDAS DA SEMANA