CUIABÁ

POLÍCIA

Três pessoas são presas com drogas e armas de fogo em VG

Publicados

POLÍCIA

Policiais militares da Força Tática do 2º Comando Regional prenderam duas mulheres, de 22 e 39 anos, e um homem, de 25 anos, por associação para tráfico de drogas e porte ilegal de arma, na noite dessa quarta-feira (20.04), em Várzea Grande. Com os suspeitos foram apreendidos tabletes e porções de substância análoga a maconha, duas armas de fogo e munições.

Por volta de 18h, durante patrulhamento pelo bairro Mapim, a equipe da Força Tática visualizou um casal saindo de uma residência. Os policiais flagraram o momento em que o homem arremessou um objeto em um terreno baldio e decidiram abordar a dupla.

Em revista pessoal ao homem, nada foi encontrado, enquanto a suspeita revelou que tinha uma porção de maconha em seu bolso. Questionados sobre o objeto jogado no terreno baldio, o suspeito afirmou se tratar de um revólver calibre .22 carregado com algumas munições.

Os policiais solicitaram a presença da proprietária da residência, que autorizou a equipe realizar buscas pelo imóvel. No quintal da casa foram encontradas porções médias de maconha. A dona da residência foi questionada se havia mais entorpecentes pela casa e a mulher confessou que teria drogas no terreno em frente a sua casa. A mulher revelou ainda que o suspeito detido atuava como segurança da propriedade.

Leia Também:  TJ mantém presa advogada que contratou assassino de empresário

No local indicado, os policiais localizaram uma caixa com três tabletes de maconha e várias porções da mesma droga. Também foram encontrados um revólver calibre .38, munições para armas de calibre .38, .22 e .380, além de balanças de precisão e objetos utilizados para o tráfico de drogas.

Diante dos fatos, os três suspeitos receberam voz de prisão e foram encaminhados à Central de Flagrantes, junto com todo o material apreendido, para registro da ocorrência e demais providências cabíveis.

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

POLÍCIA

Golpista se passa por funcionário de banco e transfere R$ 52 mil de cliente

Publicados

em

A Polícia Civil de Mato Grosso, por meio da Delegacia de Repressão a Crimes Informáticos (DRCI), recuperou através de bloqueio bancário a quantia de R$ 47 mil subtraídos de uma vítima de estelionato praticado por meio eletrônico.

Na terça-feira (10.05), a vítima de 22 anos e moradora do município de Porto dos Gaúchos (663 km a médio norte de Cuiabá), registrou o boletim de ocorrência.

O comunicante informou que recebeu uma ligação de uma pessoa, a qual se identificou como sendo da Cooperativa Sicredi.

Na ligação o suspeito disse que haviam tentado acessar a conta bancária da vítima por um aparelho celular não cadastrado. Devido ao fato era necessário fazer uma atualização do cadastro de segurança.

A vítima acabou seguindo as orientações repassadas pelo golpista via telefone, e teve o acesso de sua conta bloqueada. Em seguida ela verificou que haviam realizados dois débitos de sua conta.

Uma das transferências foi no valor de R$ 49 mil, enviado para uma conta do mesmo banco. A segunda transferência no valor de R$ 3 mil, foi creditado em uma conta de outra instituição financeira.

Leia Também:  Presidente do Detran recusa bafômetro; ex-governador tem carro apreendido em Cuiabá

A vítima retornou a ligação para o número do telefone, mas não conseguiu contato. Foi quando percebeu que havia caído em um golpe de estelionato.

A DRCI foi acionada para dar apoio nas diligências, e conseguiu recuperar quase o valor total subtraído da vítima através de bloqueio bancário.

As investigações continuam visando identificar e prender o autor do crime.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

CUIABÁ

VÁRZEA GRANDE

MATO GROSSO

POLÍCIA

MAIS LIDAS DA SEMANA