CUIABÁ

POLÍTICA MT

Emanuel articula com ex-deputado federal candidatura da oposição em MT

Publicados

POLÍTICA MT

O prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro (MDB), revelou que tem mantido diálogo permanentes com o ex-prefeito de Sinop (500 km ao Norte de Cuiabá) e ex-deputado federal Nilson Leitão (PSDB) para discutir a possiblidade de formação de um bloco político-partidário para disputar as eleições de 2022. A declaração foi dada nesta segunda-feira (6) em entrevista à imprensa durante solenidade de entrega de ambulâncias no Parque da Tia Nair.

“O Nilson Leitão é um grande nome. Já nos falamos várias vezes este ano. Em nenhum momento, houve exigências, mas a disposição dele em contribuir com a formação de uma aliança”, disse.

Questionado a respeito de quais outros partidos poderiam integrar uma aliança de oposição à gestão do governador Mauro Mendes (DEM), Emanuel Pinheiro minimizou e disse que o mais importante é construir uma união que possa resultar em um amplo diálogo de construção de políticas públicas em prol do cidadão. “Não digo a formação de uma grande aliança de oposição. Os debates e as propostas que serão construídos com a sociedade é que vão ditar o ritmo de campanha. Há um esgotamento, um cansaço, com esse ciclo econômico que favorece a poucos em Mato Grosso”, pontuou.

Leia Também:  REVIRAVOLTA: Advogado desmente acusação e inocenta juiz Paulo Martini; TJ mantém magistrado afastado

O prefeito ainda avaliou como positiva a eventual entrada de Odílio Balbinotti Filho na disputa ao governo do Estado em 2022. O produtor rural, que manteve conversas recentes com o presidente da República Jair Bolsonaro (PL), avalia concorrer ao Palácio Paiaguás como opção de um bloco político da direita.

“Quantos mais nomes aparecerem com a proposta de um novo projeto político-administrativo melhor, porque amplia a possibilidade de escolha da população. A polarização nunca é boa. Vibrei e desejo boa sorte. É um nome que não é conhecido pela sociedade mato-grossense. Vamos ver se cria vínculo com as camadas mais necessitadas socialmente”, concluiu.

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

POLÍTICA MT

Blairo avaliza Neri ao Senado

Publicados

em

O ex-ministro da Agricultura e ex-governador Mato Grosso, Blairo Maggi (PP), deu aval ao deputado Neri Geller (PP) para continuar com a sua candidatura ao Senado. Na ocasião, Maggi também garantiu que participará da campanha de Neri para ajudá-lo se eleger.

O encontro entre os dois progressistas ocorreu  nesta quarta-feira (4) em Cuiabá para discutir os próximos passos das articulações em prol de Geller para consolidar a sua pré-candidatura.

Blairo sempre foi um dos avalisadores da candidatura de Neri, e, ao reafirmar o seu apoio mesmo com a possibilidade de Geller não compor a chapa com o governador Mauro Mendes (União), fortalece sua campanha, já que o ex-governador ainda aparece em primeiro lugar nas pesquisas internas para o Senado e governo, mesmo estando aposentado da politica eleitoral.

Neri Geller tem fortalecido o seu nome na disputa ao Senado mesmo com a aproximação do governador com o presidente Jair Bolsonaro e o PL de Wellington Fagundes.

Geller possue o apoio do PSD do senador Carlos Fávaro, do MDB de Carlos Bezerra e o PSB de Max Russi. O Neri também tem conseguido apoios importantes dentro do União Brasil, partido do governador. Já tem o apoio do deputado Dilmar Dal Bosco (União) e dos irmãos Júlio e Jayme Campos, também do União Brasil.

Leia Também:  Juiz de Rondonópolis decreta falência de empresa que descumpriu recuperação

Com a entrada de Blairo nas articulações em prol de Neri, aumenta a pressão em cima do governador Mauro Mendes, que ainda não definiu se terá Wellington Fagundes como seu candidato ao Senado ou não.   Isso porque Maggi é o padrinho político de Mauro Mendes e seu principal conselheiro político, além de ser considerado ainda a maior liderança de Mato Grosso.

Nos bastidores, a tendência é que Mendes confirme a aliança com Fagundes, mas que abra espaço para Neri fazer campanha. No caso, o PP lançaria uma candidatura solo ao Senado sem ter a cabeça de chapa, ou seja, sem candidatura ao governo.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

CUIABÁ

VÁRZEA GRANDE

MATO GROSSO

POLÍCIA

MAIS LIDAS DA SEMANA